Adaptações de uma estudante #1

Olá, povo!

Acatando a sugestão de tema que vi no grupo ”Interative-se!” (link no final do post pra quem quiser conhecer e se juntar a nós), iniciarei uma pequena série contando um pouco das minhas experiências estudantis e as adaptações que tive que me submeter durante os últimos anos.

Com esses textos, eu espero conseguir ajudar, quem está passando por estas situações, a enxergar o que tem adiante e o quanto pode ser enriquecedor passar por tudo isso e se superar.

Hoje, vou começar pelo meu primeiro ano de cursinho.

Como alguns já devem saber, eu sempre fui aluna de escola pública, desde a pré-escola até o fim do ensino médio.

Mais ou menos na sétima série, eu conheci uma tal de ”engenharia aeroespacial” e me apaixonei pela área. Naquela época, este curso só existe no ITA (Intituto Tecnológico da Aeronáutica)e, então, coloquei na minha cabeça que era pra lá que eu iria.

Tempos depois, já no segundo ano do ensino médio, eu comecei a fazer um curso técnico em hotelaria, mas não conclui o último módulo, pois no ano seguinte, decidi que seria melhor já iniciar um cursinho para ter alguma chance de entrar na faculdade (e, de preferência, logo).

Nisso, convenci meus pais de que eu deveria entrar em um cursinho de elite e me preparar muito bem, já que minha educação tinha sido demasiada fraca. Mal sabia eu que um cursinho de elite me geraria uma frustração tão grande.

Apesar dos pesares, pedi transferência para uma outra escola que possuía o ensino médio noturno, abri mão de estudar com todos meus amigos queridos e em uma escola que era um pouquinho melhor do que a que me formei. Fui matriculada no cursinho TURMA ITA, que era mais conhecido como AIT. Este cursinho era em tempo integral, geralmente das 8h às 16h e muito longe da minha casa. Eu, moradora do grande ABC paulista, pegava um trânsito infernal na ida e na volta, além dos coletivos sempre lotados e mal cheirosos.

Logo no primeiro dia de aula, já me senti deslocada. Matérias que eu nunca tinha estudado ou ouvido falar, lousas lotadas de números que pra mim não faziam o menor sentido, algumas pessoas tão perdidas quanto eu e outras extremamente esnobes… Bateu um desespero, um medo de ser incapaz.

Fui falar com a conselheira, ela me disse para tentar mais uma semana e que se calhasse de eu realmente não conseguir acompanhar, ela me transferiria para o extensivo comum.

Eu persisti por mais alguns meses. Me perdi em tudo. Não durmia mais que 4h30 por noite, não conseguia estudar, não conseguia aproveitar as aulas, dormia durante as explicações, me sentia burra, incompetente e deprimida.

Não aguentava mais levar marmita, às vezes mal feita, e ficar com fome depois. Ouvindo meus colegas contarem que foram em algum restaurante gostoso e que no caminho ”troperaçaram” em uma loja de doces importados e gastaram mundos e fundos em chocolates que nunca me eram oferecidos.

Nisso, fui me acostumando a levar esta vida medíocre, acreditando que minha recompensa no final seria inexplicavelmente boa e prazerosa.

Cai do burro.

Não passei em nenhum vestibular naquele ano. Porém fiz amizades que foram muito importantes e comecei a ver o mundo de uma outra perspectiva, que o comodismo me impedia de assim ver.

Seu esforço pode não valer a pena na mesma hora, mas nos próximos posts vou contar mais desta saga para vocês e, aí sim, verão que uma hora tem que valer a tal da pena.

Até mais!

 

 

http://imgur.com/iEjm7Ya

Música Latinas

Olá, povo!

Inspirada nos últimos acontecimentos de minha vida, decidi fazer uma pequena coletânea de 6 músicas latinas para vocês treinarem a audição ou mesmo animarem alguma festinha, como as que tenho sido convidada. 😉

1. Ricky Martin – La mordidita

2. Jacob Forever – Haste que se seque el malecón

3. Enrique Iglesias – Bailando

4. Shakira ft.Wyclen Jean – Hips don’t lie

5. Don Omar – Taboo

6. J Balvin – Ssafari ft. Pharrell Williams, BIA, Sky

A mi me gusta, a ella le gusta…. (ótimo pra treinar a gramática do verbo ‘gustar’ :P)

Y, ¡VAMOS A BAILAR!

Até mais!

São Carlos para Universitários #2

Olá, povo!

Primeiro as velhas desculpas por ter sumido. Este último ano de faculdade está tenso para mim!

Segundo, vamos direto ao prometido:

Repúblicas e Moradias Estudantis

Quando eu cheguei em São Carlos, assim como uma boa maioria dos estudantes de graduação, estava mais perdida que cego em tiroteio.

Eu vim parar aqui totalmente ao acaso do ENEM, pois inclusive nem conhecia a faculdade que estou hoje (o IFSP). Tive a sorte de contar com meus pais para conhecermos um pouco da cidade e também na hora de visitar algumas moradias.

Como achar rep (úblicas) e moradias compartilhadas? 

Não sei bem por onde comecei a minha saga, mas o meu conselho inicial é que você acesse o facebook e busque por algo como ”Mobília e Moradia Federal/Caaso” ou ‘‘Moradia e Mobília São Carlos e Região” e também, para conseguir alguns móveis e bugigangas ” Feira do Rolo São Carlos”. Todos estes grupos são bem movimentados e possuem oportunidade boas. Porém, é aquilo: fiquem espertos! Sempre vá olhar o móvel que você reservou antes de comprar. Sempre vá conhecer as residências ondem pretendem viver. Se for rep, tente conhecer todos os moradores antes e como é o estilo de vida que levam na casa.

E não se esqueça: as transações ocorrem muito rapidamente. Se você viu e gostou de algo, já entre em contato!

Os melhores bairros para quem vai estudar na USP, UFSCAR e IFSP são: Vila Celina, Vila Marina, Centro, Cidade Jardim, Jardim Santa Paula, Parque Arnold Schimidt e alguns outros adjacentes. Se você possui condução própria, pode optar por outros bairros. Mas são nestes que estão a maioria dos estudantes por conta de sua proximidade com as intituições ou pela acessibilidade fácil aos ônibus que levam a elas.

A estrutura criada neste bairros costuma atender bem os estudantes e, às vezes, concedem até desconto quando apresentada a carteirinha da faculdade. #fikdik

Alojamentos das próprias universidades

Cada universidade possui seu próprio sistema de avaliação para as vagas disponíveis em seus alojamentos.

Geralmente são apartamentos comunitários, podendo ter quartos individuais ou coletivos.

Na USP de São Carlos – Campus I, o banheiro fica separado da área dos quartos.

132421029.jpeg
Alojamento USP

É o preço que se paga por morar de graça. C’est la vie. 😉

Na UFSCAR, os apartamentos possuem cozinha e banheiro próprios. Os quartos são coletivos.

imagem2

Pelo que andei pesquisando, a UFSCAR atualmente atende entre 500-600 alunos em seu alojamento e possui bolsa-auxílio aos que precisarem de moradia, mas não obtiveram a vaga. Tudo depende da avaliação socio-econômica realizada pela instituição. 

O IFSP não possui alojamento próprio, mas conta também com o auxílio-moradia.

Sei que a FATEC não possui alojamento também, no entanto, não possuo informações sobre suas políticas socio-econômicas.

Todas as dúvidas pertinentes a este item, devem ser sanadas diretamente com a instituição em que você estuda ou irá estudar.

Quero morar sozinha (o)

É bom que você possua uma reserva financeira um pouco maior, visto que os custos de quem mora sozinho são mais altos.

Você terá, provavelmente, que comprar a maioria dos móveis e eletrodomésticos sozinho, além de arcar com todas as despesas (luz, água, gás, internet, aluguel, compras…).

Quanto aos bairros, continuam valendo os que citei ali em cima. O que muda aqui, é que você provavelmente vai procurar por kit net ou apartamentos de um só quarto.

Dependendo da época do ano, é fácil encontrar estes imóveis em imobiliárias, no entanto, quando os bixos estão vindo para a cidade (entre novembro e março), os preços dos alugueis costumam aumentar. Então, novamente, pesquise bastante antes de fechar negócio. Muitas vezes é mais interessante alugar direto com o proprietário (que anuncia naquelas grupos que citei) do que com as imobiliárias.

Boa sorte na jornada de vocês! 

Se precisarem de conselhos, deixem nos comentários.

Até mais!

OBSERVEM O ADENDO ABAIXO!

Eu não participo do corpo técnico-administrativo de nenhuma das intituições citadas e não posso dar informações mais precisas ou mesmo me responsabilizar por adversidades subsequentes a  leitura deste post. Aqui meu intuito foi apenas transmitir  informação, fazendo meu papel social como veterana . 🙂

 

 

Saia para jantar – São Carlos

Olá, povo!

Está rolando aqui em São Carlos o festival gastronômico ‘Saia para Jantar’.

badge-colorida-297x300.png

Neste ano são 29 restaurantes participantes e mais de 50 pratos inéditos. Os valores são entre 14,90 e 34,90.

Este evento tem como intuito estimular a apreciação dos espaços gastronômicos da cidade. Por isso os precinhos camaradas. 😉

Como funciona:

É só verificar a lista de restaurantes participantes e quando for pedir o menu, perguntar sobre o festival!

Nesta edição eu fiquei bem interessada em provar por exemplo o mini hambúrguer de sushi no Ya San

13614915_839568279512706_1380026466073784949_n.jpg
Diferentão, né? – R$14,90

E esse escondidinho de camarão do Almanach?

13775434_839554012847466_4761833731854372959_n.png
hmm… – R$34,90

Agora se você quiser ir em um só lugar para jantar e apreciar a sobremesa, também tem o CA7É sete:

13062492_839557506180450_4580166409251590474_n
Prato principal + Sobremesa – R$24,90

Gostou desse festival? Já conhecia?

Eu acho que até para os estudantes darem uma variada no miojo, existem boas opções.

Para mais informações, entrem no site do festival: http://saiaparajantar.com.br/

Me chamem para jantar!

Até mais!

Isto não é um publieditorial . Apenas estou divulgando esta dica porque achei super bacana 😀

¿Hablas Español?

Olá, Povo!

Hoje eu quero trazer uma dica e pedir a opiniões de quem está estudando Espanhol atualmente.

3614237
Portunhol ayuda, pero no mucho.

MAS, Primeiro as desculpas, né. A tia está iniciando o processo de fazer um TCC e, por isso, o blog ficou abandonadinho neste mês. Não foi intencional! Estou realmente tentando me organizar e dar o meu melhor.

…Retomando o assunto:

Eu estudei Espanhol formalmente por 3 anos e no último semestre tive a experiência de lecionar para crianças de 10 anos coordenando, no mesmo projeto, uma equipe de professores estrangeiros intercambistas. Foi muito legal!

Essa experiência me inspirou a querer ensinar e trazer mais informações para quem está aprendendo espanhol. Já temos bastante conteúdo na rede, mas ainda assim quero compartilhar meu conhecimento.

Acredito que a maioria das metodologias de ensino são um tanto engessadas e que acabam não trazendo a ideia de que mais do que falar um outro idiomas, temos que entender culturalmente este idioma. Ninguém se torna fluente entendendo só o que está no dicionário.

Então, minha primeira dica é bastante simples: NÃO ADIANTA FICAR SÓ COM A CARA ENFIADA NO LIVRO! Vá viver o idioma.

Procure em Espanhol, por exemplo, sobre seus hobbies e interesses. Já imaginou fazer uma pesquisa escolar utilizando um material em Espanhol? Ninguém vai produzir algo igual!

Por hora, vou terminando por aqui para o post não ficar demasiadamente extenso.

No próximo post de Espanhol vou falar sobre as rádios e canais que acho bacana acompanhar para treinar a audição.

Dúvidas, críticas e sugestões, por favor nos comentários! Me ajudem a construir um conteúdo relevante e interesse para vocês!

Até mais!

 

São Carlos para Universitários

Olá, povo!

Hoje vou começar uma nova série de postagens com o tema ” São Carlos para Universitários”, contando assim um pouco da minha experiência nesta cidade que comporta 4 faculdades públicas, muito próximas uma da outra e uma comunidade estudantil capaz de abalar até a economia local.

100_0886_800x600_zps4d26f1dc
Entrada Sul da UFSCar

Primeiro alguns dados e informações:

  • São Carlos é uma cidade no interior de São Paulo com uma população média de 240 000 habitantes e mais uma população flutuante de 20 000 habitantes(aqui estão inclusos muitos dos estudantes).(dados tirados do site da cidade);
  • Fica pertinho de várias cidades que você já deve ter ouvido falar: Araraquara, Ibaté, Descalvado, Brotas…;
  • A cidade abriga QUATRO instituições de ensino superior, sendo 2 federais e duas estaduais: dois campus da USP, um campus da UFSCar, um campus do IFSP e ainda uma FATEC!
  • Nesta cidade tem muitos bares e a cerveja costuma ser barata (culpa dos estudantes!);
  • É difícil um fim de semana que não tenha festas universitárias para todos os gostos e bolsos;
  • Os moradores nativos de São Carlos costumam não gostar muito dos estudantes (porque tiramos a cara de interior da cidade).

Deu pra perceber que os estudantes movem muito esta cidade e que vir pra cá é o sonho de muitos.

predio-ifsp-saocarlos.jpg
Vista aérea do prédio de aulas do IFSP Campus São Carlos

No próximo post vou falar sobre as repúblicas e moradias estudantis e como cada uma das 4 faculdades que citei lidam com esta questão.

Ah! E, sim, existem faculdades particulares aqui, mas não pretendo focar nelas. Ok?

Até mais!

Canetas novas!

Olá, povo! Hoje eu resolvi trazer algo um pouco diferente do que andei propondo para esse blog. Passei na Kalunga ❤ esses dias e comprei, por indicação, uma caneta marca-texto diferentona e uma nova caneta da Pilot, que pro meu curso faz uma super diferença!

IMG_20160715_1504102.jpg

Então, essa arca-texto é em gel e por isso não seca se você esquecê-la aberta! Além disso, não requer tempo de secagem e não mancha o outro lado da folha (é vero!). O único detalhe  é que ela não é a marca-texto mais brilhante de todas.

Sinceramente, não sei se rende muito. Diz minha colega que indicou que sim.Veremos.

Vi no site da Faber-Castell que está caneta está disponível em amarelo, verde e rosa, mas na loja só tinha amarela.

IMG_20160714_224913_HDR.jpg

Achei essa ponta super bonita, parece um doce. E pra quem tiver interesse, vai uma foto quase que pornográfica para concordar comigo:

IMG_20160714_225146_HDR.jpg

A Pilot já me acompanha há várioooos anos! É extremamente útil, risca diversos tipos de superfícies e, por ser permanente, depois de secar raramente borra ou sai.
IMG_20160714_224815_HDR.jpg

Nas aulas de oficina, sempre que precisamos marcar os metais, isopores ou qual material fosse, era um drama… Porque não se enxergava a marcação, saía quando encostava a mão… Eis que eu me lembrei que esta xuxuquinha estava no meu estojo e TCHARAM!

 

Usamos tanto que tive de comprar uma nova. 😛

IMG_20160717_212835.jpg

Taí minhas dicas de hoje! Se gostaram, me deixe um comentário que sempre que possível, trarei novidades nesta área!

Até mais! 😀